Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

As aventuras e desventuras de uma miúda que se alimenta de histórias cinematográficas.

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

Trailer da semana III - Este não é um filme de superheróis

O dia de Natal não podia ter trazido melhor prenda: um trailer fresquinho, fresquinho de Deadpool! E senhores, não vos passa pela cabeça o quanto quero ver este filme...

Porque Deadpool, ao contrário do Capitão América, Super-Homem ou Batman (que curiosamente têm figurado bastante nesta rubrica), é o super-herói que nunca quis ser herói, ou sequer super; só queria ficar curado e salvar a miúda.

 

Desde que surgiu o primeiro trailer que fiquei curiosa. Ele é sarcástico, goza diretamente com os vilões antes de lhes mostrar quem manda, e não quer saber do politicamente correto. É o super-herói menos herói que tem surgido no cinema, e isso deixa-me muito ansiosa. 

Neste novo trailer conseguimos perceber um pouco mais da sua história, e dar-lhe aquela humanidade que faltava. 

 

Deadpool é a máscara em que se esconde Wade Wilson, um Ryan Reynolds naquela que parece ser das suas melhores performances (principalmente depois de ter tentado a sua sorte como Green Lantern e ter falhado). Wilson era um antigo membro das forças especiais que, depois de descobrir um cancro no pulmão, decide sujeitar-se a um tratamento experimental que o cura e torna indestrutível.

 

Daí até se tornar Deadpool vai um pequeno pulo.

 

Não é a primeira vez que o vemos no grande ecrã: a personagem surgiu em X-Men Origens: Wolverine. Vê-lo num filme stand alone foi uma grande jogada, principalmente porque está a chamar a atenção um pouco por todo o mundo pelas melhores razões.

 

A verdade é que estamos todos um pouco fartos dos super-heróis bonzinhos que invadem os cinemas como se não houvesse amanhã. É bom ver que ainda existem coisas novas, criativas e muito engraçadas a surgir. 

 

Fico à espera de 14 de fevereiro para descobrir se assim é verdade.