Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

As aventuras e desventuras de uma miúda que se alimenta de histórias cinematográficas.

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

Michael Bay vai produzir um filme da Dora, A Exploradora. Oi?

Se leram aquele título e imediatamente pensaram “mas como é que isso é possível”, parabéns: acabaram de se juntar a um grupo de pessoas que pensa o mesmo desde que a notícia saiu.

 

Sim, parece que é mesmo verdade: Michael Bay, o homem mais conhecido por gostar de filmes de ação em que robôs gigantes lutam entre si, vai produzir um filme em imagem real da história infantil.

 

Para os que não conhecem, a Dora, a Exploradora é um desenho-animado para crianças que pretende ajudá-las a aprender espanhol. A protagonista é uma menina de sete anos, bilingue, que pede constantemente a ajuda do público para ensinar uma nova língua. Sim, é daqueles desenho-animados muito irritantes.

 

Mas tem sucesso. Esteve originalmente 14 anos no ar, e o que não falta é merchardising da dita. De certeza que já viram a boneca em mochilas de crianças, ou mesmo brinquedos.

 

Para o filme, Dora vai passar a ser uma adolescente que vai viver com o seu primo Diego. Sabe-se ainda que Nick Stoller, que escreveu Os Marretas, em 2011, está já a preparar um argumento, que deverá estrear lá para 2019.

 

De que forma é que Bay vai estar envolvido ainda está envolto em mistério.

 

Escusado será dizer que eu não gosto de Michael Bay. Não consigo ultrapassar o gosto do senhor por filmes que se concentram mais nas explosões, do que propriamente numa história decente para contar. Eu sei, eu sei, houve uma altura da sua vida em que até realizou um guilty pleasure Armageddon e Pearl Harbor. Só que esse tempo vai longe, e hoje o envolvimento de Bay num filme nunca me augura nada de bom.

 

Tentei ver Transformers várias vezes e desisti. Nem sequer dei uma oportunidade a Tartarugas Ninja quando vi cerca de cinco minutos de filme. Peço desculpa, mas não consegui.

 

São manias. É como recursar-me a ver filmes do Keanu Reeves – o homem dá-me espécie.

 

De qualquer modo, só o facto de Bay estar interessado num filme sobre Dora faz-me ficar curiosa. Será que vai andar a pular de um lado para o outro, com armas e robôs? Será que vai conseguir salvar o mundo com a sua capacidade para falar inglês e espanhol?

 

Tantas perguntas, e tão poucas respostas. Ficarei sempre com a principal na minha cabeça: onde raio é que esta pessoa tinha a cabeça? Entretanto, acho que esta versão, produzida pelo College Humor, é capaz de ter mais potencial...

 

 

2 comentários

Comentar post