Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

As aventuras e desventuras de uma miúda que se alimenta de histórias cinematográficas.

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

Drive In #4 - Epic Movie

Se há um filme de que toda a gente se lembra da sua infância/adolescência é o icónico Scary Movie. Sem sentido e com pretensões de assustador, teve 200 sequelas, cada uma pior que a outra. Deixámos de os ver por causa disso? É claro que não, ou o Drive In não existiria.

 

Mas era demasiado óbvio falar-vos desse filme, de modo que optei por outra épica criação dos argumentistas Jason Friedberg e Aaron Seltzer: Epic Movie. Em português chamou-se “Deu a Louca em Hollywood”, o que demonstra bem, logo à partida, a qualidade da coisa.

 

 

Supostamente, era para ser uma paródia dos maiores êxitos de bilheteira da altura, circa 2005-2006. Com referências a  X-Men, Harry Potter, Crónicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa, Charlie e a Fábrica de Chocolate, Piratas da Caraíbas e Código DaVinci, este filme consegue a façanha de não parodiar nenhum filme verdadeiramente épico - mas talvez fosse mesmo essa a intenção.

 

Entre profanidades, piadas cliché, situações insólitas, amor homossexual e, claro, muito vómito e coisas nojentas, é uma hora e meia que nunca vamos recuperar. Só que a verdade é que é tão senseless que não conseguimos deixar de nos rir em vários momentos. O meu personal favourite é o rap dos piratas - liderados pelo capitão Jack Swallows (mais uma vez, piada fácil); ou então as cenas que envolvem lutas ou danças, em que não há o mínimo esforço para esconder que os duplos, muitas vezes havendo grandes planos das suas caras, seguidos de uma transição à la Movie Maker para o ator que efetivamente faz o papel.

 

A fluidez do filme é inexistente. Sabem quando damos aquele jogo das formas aos bebés, para eles acertarem com o quadrado no quadrado, e o triângulo no triângulo? Pois, era mais ou menos disso que esta dupla (que não parou de fazer filmes deste género) precisava, para fazer um filme que não parecesse apenas um loooooongo sketch saído de um programa estilo Saturday Night Live.

 

A questão é: entretém? By god yes, nem que seja passar 90 minutos a tentar adivinhar que

referências pertencem a quais filmes. Tem piada? Muito à base de alcoolismo e sexo, e do facto de ter os piores efeitos especiais de sempre, mas sim, tem piada. E o melhor? Tem a mãe do Stiffler como vilã e Carmen Electra como Mystique. A sério.

 

Chuck Norris rules!

DeLorean

12483903_1112166902140947_1369261431_n

 

1 comentário

Comentar post