Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

As aventuras e desventuras de uma miúda que se alimenta de histórias cinematográficas.

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

Da animação para o live-action – o caso de A Bela e o Monstro

2017 será um ano de expectativas. Mais do que isso (com a estreia de Power Rangers ou Mulher Maravilha), será um ano de regressos: há o novo capítulo de Thor e Homem-Aranha, a ode ao passado de Marés Vivas, e o muito antecipado live-action de A Bela e o Monstro, com Emma Watson, Ewan McGregor, Luke Evans e Dan Stevens.

 

Há algum tempo que se sabe que o filme está em produção, mas só agora conseguimos ver as primeiras imagens com um teaser trailer que, mais do que nos deixar com água na boca e lágrima no canto do olho, faz-nos roer as unhas até o ano que vem.

 

 

 

Talvez seja melhor começar por dizer que A Bela e o Monstro é um dos meus clássicos Disney favoritos. Não sei se é daí a minha paixão pela leitura, mas sempre vi a Bela como o exemplo de mulher que segue o que quer, o seu coração, independentemente do que muitos possam esperar de si.

 

Vindo de mim, que critico as sequelas e remakes desse Hollywood, pode parecer estranho que esteja a receber com tanto entusiasmo uma nova adaptação de um dos meus filmes prediletos. Confesso que a dualidade pode deixar alguns confusos.

 

Emma Thompson dá voz a Mrs. Potts, o animado bule de chá que fez as nossas delícias em criança. Imagem: Kirk McKoy / Los Angeles Times)

 

Os nomes envolvidos no projeto podem ter alguma coisa a ver com o assunto. Além dos referidos em cima, Emma Thompson e Ian McKellen também fazem parte do lote de atores, dirigidos por Bill Condon (um nome não muito conhecido, mas que já foi responsável por Dreamgirls). É impossível não ficar pelo menos com a pulga atrás da orelha!

 

Mais do que isso, as primeiras imagens mostram um ambiente e visual semelhantes ao filme original, só que... Bem, com pessoas. Uma tendência que ganhou mais poder este ano, com a estreia de O Livro da Selva, e que deverá continuar enquanto existirem filmes de sucesso disponíveis para adaptar.

 

Pelo menos este quero ver. E vou ficar aqui meses e meses angustiada pela espera!