Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

As aventuras e desventuras de uma miúda que se alimenta de histórias cinematográficas.

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

6 filmes de domingo para ver no sofá

Quarta-feira é um dia péssimo. Estamos a meio da semana, mas sentimos que ainda falta uma eternidade para chegar o fim de semana. A energia começa a falhar, os olhos começam a cair, e só pensamos em todas as coisas boas que vamos fazer no sábado e domingo.

 

Trazemos então para este dia um cheirinho de fim de semana! Principalmente quando são dias mais cinzentos e pouco convidativos para passear, é bom ter um plano B. E o plano B costuma ser pôr um daqueles filmes de domingo a dar, pegar na manta e nas pipocas, e ficar o resto da tarde resfastelado no sofá.

 

Quem não gosta de um bom filme de domingo? Daqueles simples, sem grandes artifícios, cheios de ação, ou que então nos façam rir e chorar.

 

Por isso, se já estão a fazer planos para o fim de semana, aqui ficam algumas sugestões para o tal plano B. Digam lá que não vão dar jeito…

 

 

O Amor Acontece (2003)

 

 

Celebrou esta semana 13 anos de vida, e é já um clássico nesta altura do ano. Se os centros comerciais já podem estar decorados com enfeites de Natal, também já podemos ver O Amor Acontece sem nos sentirmos culpados!

 

É um dos meus preferidos da quadra natalícia… e da vida! Segue a história de oito casais, que se encontram e desencontram nesta altura do ano. As histórias são tão variadas que de certeza que nos identificamos com pelo menos um deles.

 

Acredito que é isso que faz de O Amor Acontece um filme tão querido no coração de tanta gente; faz-nos mesmo acreditar que, a qualquer altura, o amor surge de tantas formas diferentes, que está sempre presente. E claro, porque há um Colin Firth a falar português.

 

Die Hard (1988)

 

 

Querem melhor filme de domingo do que este? Não, não há. Ação sem parar, um vilão do camandro, e Bruce Willis a salvar toda a gente. melhor filme de domingo que este, só Die Hard 3, com Jeremy Irons e Samuel L. Jackson (e o meu favorito da saga).

 

Ficamos pelo primeiro, não só porque é um dos que menos vezes passa na TV, mas também porque é a introdução aquele Yupi-Kai-Yey que tanto nos tem encantado ao longo dos anos. Não tem muito que saber: Hans Gruber, um terrorista alemão, sequestra os convidados de uma festa de Natal em Los Angeles (eu juro que esta não é uma lista de filmes de Natal). O único capaz de salvar toda a gente é John McClane, policia de Nova Iorque. 

 

Quando quero um filme cheio de ação, só para ouvir tiros e gajos a cair no chão, Die Hard é um dos eleitos. 

 

A Melhor Despedida de Solteira (2011)

 

 

Passemos agora para a comédia. A um domingo, nada como um filme que nos faz rir a bom rir para passar a tarde no sofá. A Melhor Despedida de Solteira é um desses filmes, não fosse estar repleto de senhoras cheias de graças, e com graça.

 

Tudo começa quando Lillian (Maya Rudolph) é pedida em casamento. A partir daí, começa uma luta de poderes entre damas de honor: a sua melhor amiga, Annie (Kristen Wiig) e uma prima do noivo, interpretada por Rose Byrne.

 

É um filme de Paul Feig, e o argumento foi coescrito por Kristen Wiig. Por isso sim, há muita comédia, e a promessa de uma tarde muito bem passada.

 

A Culpa é das Estrelas (2014)

 

 

Precisamos sempre de um filme para chorar, não é? A Culpa é das Estrelas é para isso mesmo. Vamos rir, vamos chorar, vamos querer atirar com qualquer coisa contra o ecrã… para perceber que não conseguimos, queremos continuar a ver.

 

Não fosse esta a história de dois jovens com cancro, que encontram o amor pela primeira vez. Vivem tudo como se a sua vida fosse acabar amanhã, e nós ficamos angustiados por nunca saber o que vai acontecer.

 

Eu vou confessar que tenho um fraquinho por este filme. Li o livro, escrito por John Green, e tornou-se um dos meus prediletos. É genuíno como poucos são, e muito puro. Por isso, ideal para qualquer domingo mais chuvoso.

 

Hot Fuzz (2007)

 

 

Regressamos à ação… e à comédia. Este é um dos meus prediletos quando preciso de passar um bom tempo. Aliás, toda a trilogia do Cornetto (três filmes escritos por Edgar Wright e Simon Pegg) é perfeita para estes momentos, mas Hot Fuzz tem um encanto especial.

 

É uma confusão épica, com armas, piadas e cenas aleatórias. Parece idiota, porque é idiota, mas um idiota bom, que nos faz rir e esquecer todos os problemas.

 

O que saiu da mente destes dois senhores foi a história de um polícia londrino de excelência, que é destacado para uma pequena vila do interior. Quando tudo parece pacato, vê-se envolvido numa conspiração que envolve vários habitantes. Ficamos encantados!

 

Deadpool (2016)

 

 

Não podia deixar de colocar um dos meus preferidos deste ano: Deadpool! Há de tudo: ação, comédia, super-heróis, drama, romance… Não há como não ter um domingo mais feliz e animado depois de ver este filme.

 

E não apenas porque Ryan Reynolds aparece (até porque metade do filme está mascarado). Apesar de Deadpool ser Reynolds, ele é apenas uma parte; aquele argumento, a realização extraordinária, e uma edição fantástica fazem deste um filme otimista e ideal para todos os dias.

 

Por isso, vejam e revejam nesses dias em que não há nada para fazer. Vão ficar logo mais bem-dispostos.

2 comentários

Comentar post