Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

As aventuras e desventuras de uma miúda que se alimenta de histórias cinematográficas.

Fui ao Cinema... E não comi pipocas!

2016 no Cinema: as estreias a não perder

Todos os anos digo o mesmo: este foi um bom ano para o cinema! Todos os anos encontro filmes, no cinema ou em casa, que me fazem acreditar que esta Arte tem sempre algo novo e surpreendente para nos mostrar, e novas aventuras para viver.

 

2016 não vai ser diferente. Alguns dos filmes mais esperados estão já anunciados e as datas de estreia praticamente estabelecidas, e Portugal pode contar com grandes filmes ao longo do ano. 

 

Uma coisa é evidente: há para todos os gostos. Os super heróis nas suas várias formas estão a marcar presença vincada em 2016, com as estreias de Capitão América, Batman v Superman: Dawn of Justice (e este espero com grande afinco) e Deadpool, do qual já falei e mostrei o meu grande entusiasmo.

 

No campo dos super-heróis, no entanto, existem outros três que me têm enchido as medidas:

 

  • X-Men Apocalypse: desde criança que sou fã de X-Men, e o último capítulo, Dias de um Futuro Passado, é possivelmente dos meus preferidos. O trailer que já podemos ver deste novo filme promete a continuação de uma aventura bem estruturada;

 

  • Doutor Estranho: o mundo da Marvel já começa a chatear-me um pouco, mas estou curiosa para ver como se porta Benedict Cumberbatch no papel de Doutor Estranho. Cumberbatch veste a pele de Strange, um arrogante e bem-sucedido cirurgião que depois de perder a sua carreira começa o seu treino com um feiticeiro. Para o mundo Marvel, parece deliciosamente fresco;

 

  • Suicide Squad (ou Esquadrão Suicida como dizem por cá): a grande liga dos vilões! Outra frescura no mundo dos super-heróis, que nos traz o caos lançado por alguns dos vilões mais conhecidos da DC Comics. Aquele ambiente negro e o elenco de luxo fazem com que esteja ansiosamente à espera de novembro!

Mas outros valores se levantam. Além dos previsíveis blockbusters que vão fazer com que todos invadam os cinemas, existem outros filmes igualmente interessantes que não têm dado tanto que falar, ou simplesmente fogem à fórmula heróica. 

 

Estes são aqueles que não quero mesmo perder:

 

  • The Revenant: O Renascido:aqui falei nele. Leonardo DiCaprio já conta com duas nomeações pelo seu papel neste filme, que apesar de já ter estreado em algumas partes do mundo, só chega a Portugal a 21 de janeiro. O trailer é fortíssimo e quero muito ver na sala de cinema.

 

  • Junto ao Mar (By the Sea): é o novo filme realizador por Angelina Jolie, protagonizado pela mesma e por Brad Pitt. Para já, a sua química na tela foi uma das coisas que me fez gostar tanto de Mr. e Mrs. Smith, o último filme que fizeram juntos. Depois, tenho um fraquinho por história que os mostrem as fragilidades e belezas das relações interpessoais, e Junto ao Mar parece ter tudo isso. E visto e escrito (a atriz também é responsável pelo argumento) pela perspetiva de Jolie é uma preciosidade. Apesar de já ter estreado nos Estados Unidos (e de os resultados de bilheteira não terem sido animadores), tudo indica que por cá estreia em janeiro.

 

  • The Hateful Eight: o aguardado regresso de Quentin Tarantino, desta vez em género western, sem esquecer com certeza o seu amor por grandes batalhas e presença de armas e sangue - nada contra, eu também gosto. Outro que chega ao nosso país já em 2016, depois de estrear no resto do mundo. E outro que vou ter de tapar os olhos e ouvidos a possíveis opiniões que surjam por essa internet fora, para não defraudar expectativas...

 

  • Salve, Caesar! (Hail Caesar): o novo filme dos irmãos Coen parece trazer tudo o que estamos à espera: humor, aventuras e um tempo muito bem passado! O elenco é de luxo e o trailer deixa água na boca, pelo que quero muito ver o que sai daqui.

  •  Everybody Wants Some: as comédias também fazem falta, principalmente vindas do senhor que já nos mostrou a trilogia Antes do Amanhecer e Boyhood, um dos meus preferidos do ano passado. Everybody Wants Some parece ser uma comédia leve, que nos leva ao encontro dos anos 1980 vistos da perspetiva de Richard Linklater, o que só me deixa mais curiosa... Se chega em abril aos Estados Unidos, espero que pouco depois também estreie por cá.

 

  • Cavaleiro de Copas: demorei algum tempo a digerir Árvore da Vida, de Terrence Mallick, mas consegui perceber a sua mensagem e visão. Cavaleiro de Copas só em 2016 vai estrear em Portugal e, pelo que vi, traz a mesma atmosfera misteriosa e introspetiva a que o senhor dos habituou. Quero dar-lhe uma oportunidade.

 

  • The Light Between Oceans: pouco se sabe sobre este filme, além de estrear em 2016 e de se basear na obra com o mesmo nome de M.L. Stedman. Fala sobre um faroleiro e sua mulher que criam uma criança que dá à costa próximo do local onde vivem. É o seu elenco que me chama a atenção: Michael Fassbender e Alicia Vikander, a minha girl crush de 2015, são os protagonistas. Já o realizador, Derek Cianfrance, foi o senhor responsável por Blue Valentine, o que me deixa ainda mais expectante.

  • Passengers: tem também uma das minhas girl crush, Jennifer Lawrence, bem como uma das sensações de 2015, Chris Pratt. Além disso é ficção científica, que mesmo não sendo o meu género preferido acaba sempre por me surpreender. Pela sinopse parece ter tudo para me agradar: um grupo de colonos parte para um outro planeta e adormece um sono de longa duração que só terminará quando chegarem ao destino. Mas quando um dos passageiros acorda inesperadamente, o seu medo de envelhecer sozinho fazem com que desperte um dos seus colegas.

 

  • Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los: se bem que já falei dele aqui, não podia deixar de o mencionar como uma das grandes estreias pela qual estou ansiosa em 2016. Como Potterhead orgulhosa que sou, sei que vou estar na primeira fila para assistir assim que estreie nas salas de cinema. E não há nada tão maravilhoso quanto esperar tanto por um filme...

 

Para as crianças (e aqueles que, como eu, vivem num eterno complexo Peter Pan) o ano também vai ser em cheio. Temos Finding Dory, A Vida Secreta dos Nossos Bichos, O Panda do Kung-Fu 3, e tantos outros que com certeza vão fazer as delicias de pequenos e graúdos.
 
Mas há muitos mais... Há Carol, The Forrest, o live action de O Livro da Selva e até Assassin's Creed. No entanto, num só post seria difícil colocá-los a todos - a lista vai sendo atualizada no Facebook aqui do burgo. O que só me dá mais certeza: 2016 vai ser um bom ano para o cinema!